"AMAR É QUANDO A ALMA MUDA DE CASA..."
MÁRIO QUINTANA.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Para a vó mais linda...A minha.



Hoje é o dia da avó, a minha vó, uma preciosidade, uma pedra rara, um ser humano iluminado, de uma bondade sem precedentes, minha avó foi tudo, minha mãe, meu pai, minha amiga, minha irmã, ela me criou, acreditou nos meus sonhos e planos, acreditou nas maiores fantasias que um dia disse que teria, e sempre me dizia, se você quiser, eu acredito que  pode...
Hoje vejo muito dela em mim, nas minhas atitudes, na minha forma de pensar e agir, por isso serei eternamente grata, por ter feito quem eu sou, por tudo que fez, por ter me dado amor, carinho, proteção, segurança e educação, com seu  jeito simples, meigo, positivo, doce e otimista de ver a vida, encantou meus dias durante 17 anos, ela era exatamente o que eu precisava para ser feliz, era uma mãe, mas me tratava como vó, me mimava, me estragava, fazia tudo pra mim...Abriu mão das suas coisas, do seu tempo, da sua vida pra me ter ao seu lado. Mas as pessoas boas vão muito cedo para perto de Deus, e ela se foi...O buraco no meu peito nunca fechou, a saudade nunca passou...Meus dias nunca mais foram iguais, e todo meu futuro foi alterado pela ausência dela. Como eu queria tê-la ao meu lado, poder dar em troca todo amor que recebi, todo cuidado...Mas o seu lugar continua vazio...
Mas vovó, ainda a tenho pertinho de mim, nos meus pensamentos, na minha memória, na melhor parte da minha estória, em todas as boas lembranças, na melhor infância... e pode estar certa que do meu coração você nunca, nunca sairá.
Sinto muito por meus filhos não terem conhecido a pessoa mais linda desse mundo, mais especial, generosa e maravilhosa.
Mas agora ela está em paz, descansando...Um dia vovó a gente volta a se encontrar...Meu amor é imenso e  infinito, pode esperar. Na minha casa vou plantar enormes pés de jasmins, para todas as noites eu poder dormir sentindo a sua presença, o mais perto que eu puder,  na nossa casa. Te amo para sempre...;

22 comentários:

cidinha disse...

Oi, Querida amiga. SÂO essas pessoas que não nos esquecemos nunca. Eu posso dizer para vc, com emoção que Eu tive duas mães! A minha tia me criou com todo amor, como a sua vó. Tudo que sou devo a Ela, que era sábia e correta e tinha um grande coração!MInha vida também nuca mais foi a mesma.Tenho certeza que sua querida ´vózinha olha por vc!Bjs no seu coração!!

Meire disse...

Paulita querida, lágrimas correram meu rosto ao ler seu lindo post. Convivi a minha lindeza, dona Maria Inês até meus onze aninhos e ela me ensinou muita coisa que eu trago comigo hj, ela foi uma pessoa maravilhosa, de uma bondade infinita. Hoje plantei umas mudas de rosa aqui em casa e me lembrei dela, pois era apaixonada por rosas :)
Tem uma frase assim: "Avós são pais com açúcar." tudo de bom, né?!!!

bjokitas com master carinho pra ti!

Pardal disse...

Bonita homenagem, parabéns!

"A maturidade me permite olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranquilidade, querer com mais doçura."

(Lya Luft que também é avó)

fatima20052005@hotmail.com disse...

Muito bela a dedicacao.Deus permite que nossos entes se vao mas um dia vamos encontrar novamente.Isso e maravilhoso.Um abraco.

Dé Mattos disse...

Paula, que postagem linda!
Me reconheci no texto, mas comigo é meu avô. Minha vó tb é presente, mas ele é que faz toda a diferença.
Há pouco tempo fiz uma postagem sobre ele no blog, e deu o que falar. Muita gente se encantou e emocionou no meu relato. A gente se reconhece na experiência de vida dos outros né?!
Graças a Deus eu ainda tenho meu avô pertinho de mim, e pude dar um abraço pelo dia de hoje. Espero que assim o tenha por muito tempo ainda!
Beijo grande!

Zil Mar disse...

Oi Paula...

linda a homenagem que vc fez...dá uma saudade enorme não é????

deixo um beijo grande e muito carinho...


Zil

Marcos de Sousa disse...

Minha avó sempre diz que avó é mãe duas vezes.
Pena que esse dia comemorativo é pouco conhecido. As avós mereciam mais destaque...

Beijos

MARILENE disse...

As pessoas amadas sempre permanecem. Ficam aqui, em nossas lembranças, em nossos corações.
Em uma saudade que não machuca, como a que narrou.

Bjs.

' tanise #)~ disse...

lindoo post!
parabéns a todos os vovôs e vovós!
beijoos ;*

lili Rebuá disse...

Olá querida! Parabéns pelas palavras cheias de carinho ao dia da vovó; nossa segunda mãe. Eu tenho certeza que lá de cima, elas estão nos guardando, como verdadeiros anjos da guarda.
Deus te abençõe! Beijocas!

' tanise #)~ disse...

tem selinho pra você no meu blog!
beijoos ;*

Lena disse...

Paulinha, maravilhosa
Como vc me fez chorar aqui em cima do teclado. Morro de saudades da minha linda avó Benedita, a Dona Dita. Estou fazendo com que os meus filhos curtam seus avós ao máximo pq essa é uma lembrança que a gente carregapra toda a vida.Bjkas!

Roberta Maia disse...

Tão bom vó. Morro de saudades da minha...

Amei sua visita no Blog Luz!!!
Volte Sempre!!!

Por aqui estou ficando também!
Muita Luz!!!

leandroaleixo disse...

Que maximo..Parabens....que delicia isso!! Minha avo me cobrou isso!rsrsrs nao sabia...lwlwllwlw!

Paula Moraes disse...

Obrigada pelos comentários, é tão bom conseguir passar a emoção que estamos sentindo...Ficou muito feliz quando vcs dizem que consegui...=)
Bjs no coração de vcs.

Ma Ferreira disse...

Paulinha... vc foi me buscar para me fazer chorar..
Vc me fez lembrar da minha..
Ela tb ja se foi.
Sou do campo. Ela trabalhava na roça e ia com ela trabalhar.
A minha primeira boneca de plastico foi ela quem comprou.
Depois mudamos para S.P. eu com 10 anos. Ela quis morar só.
Aos sábados íamos visita-la.
Ai um dia ela pegou meningite e acabou vindo morar com a gente.
Ai eu ja era moça. Trabalhava em vendas de automoveis. E não tinha tempo pra ela.
Me arrependo muito disso.
Poderia te-la levado para passear na casa do meu tio Antomi.
Poderia ter conversado mais com ela.
Mesmo velhinha ela fazia seus guardanapos e vendia.
Ela era de descendencia holandeza e meu avo de indios.
Meu avo foi assassinado la no nordeste por causa de divisão de terras. Ela largou tudo o que tinha e veio com os filhos para o interior, onde morávamos.
Ela não sabia nem ler e nem escrever. Mas foi a pessoa que mais me ensinou nesta vida.
Sinto saudades.. Ela é a primeira pessoa que vou procurar quando eu for para perto de Deus.
Parabéns Paulinha..por ter tido uma pessoa tão iluminada como vc teve.
Eu tb tive a minha luzinha.
Bj
Ma

Miri Fernandes disse...

Eu também sinto tanta saudade da minha avó. É impressionante como elas vão embora cedo. Tão triste, tão vazio.
Você conseguiu expressar meus sentimentos em relação a esse assunto. ADOREI.
Seguirei aqui também.

Grande beijo!

Paula Moraes disse...

Que linda história Ma, nossas vós são o máximo, cada um de nós tem uma avó maravilhosa, e todos temos belas recordações...=)
Bem vinda Miri...Obrigada! Volte sempre.
Bjs no coração de vcs.

Lena disse...

Paulinha

Estarei "fora do ar" até dia 1º de agosto, quando virei com novidades na coluna da direita, uma vez que é virada de mês. Me aguardem! Eventualmente, se for possível, postarei alguma texto interessante, mas as idas aos blogs de meus queridos amigos, só terei condições para fazê-las na segunda-feira. Beijos e até a volta!!!
http://amadeirado.blogspot.com
http://alemdasnuvens2011.blogspot.com

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

OLá.Agradecendo sua visita e dando um beijinho na sua vovó, mio atrasadinho, mas elas são lindas todo dia, né? Volte sempre. Sigo você. Beijão

Paula Moraes disse...

Oi Lena, estarei aqui na volta...=)
Obrigada pela visita Carlos,seja bem vindo...=)
Bjs

Graça Nunes disse...

Oi Paulinha, vim agradecer a visita e o carinho que me deixou, menina que coisa mais maravilhosa esta declaração de amor para sua avozinha,
me deu um nó na garganta, desejo um domingo maravilhoso e uma abençoada semana, beijos!
Graça!