"AMAR É QUANDO A ALMA MUDA DE CASA..."
MÁRIO QUINTANA.

sábado, 30 de julho de 2011

Mudanças



Quando as coisas mudam
Que seja de dentro pra fora
Onde mudanças reais acontecem
Pois de fora pra dentro
Não se mantém muito tempo


Se eu pudesse voltar no tempo
E consertar o que quebrei
Resgataria a inocência
Do lugar onde a deixei
Para não ver morrer  em mim
Tudo de bom que já sonhei


Se eu pudesse contar com o esquecimento
Para não pensar no que não quero lembrar
Viveria a partir deste momento
Sem passado para me atormentar
Ocuparia o vazio sem fim
E a tristeza que ainda resta em mim.

34 comentários:

Will disse...

Tantas escolhas tomadas, tantas deixadas de lado, sempre falta-nos saber como seria ter seguido o caminho que não seguimos, é o preço de só podermos caminhar por uma estrada.
Ótimo domingo!

Meire disse...

Paula, muitas vezes é essa tristeza que carregamos que nos faz forte e nos faz ser exatamente como somos.

Lindo domingo pra ti,
bjokitas com mega carinho ;)

Machado de Carlos disse...

Muito Belo o seu poema!
Lembra-me de tentar voltar ao passado e mudar as linhas do Destino. Entretanto o relógio não para.
Bom domingo para você também!
Bjs.

✿ chica disse...

Lindo demais,Paula! beijos,já de volta,chica

Severa Cabral(escritora) disse...

VIM TE BUSCAR PARA COMER BOLO LÁ NA MINHA CASA,KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
PASSA LÁ...BJSSSSSSSSSSS

cidinha disse...

Olá amiga Paula.Seria bom se pudessemos voltar atrás, e mudar algo que não deu certo. Más não é possivel.SE soubessemos o caminho tudo seria diferente! só nos resta seguir em frente aprendendo com a vida.Bjokitas mil para vc! lindo domingo!

♥♥♥Ani♥♥♥ - Cristal disse...

Oi Paula querida


Que poesia maravilhosa!!!!!

"Mudança de dentro pra fora"...

Isso nos faz crescer e crescendo a gente aprende a escolher entre alguns sentimentos, entre eles, tristezas e alegrias, a escolha é sempre nossa...
As vezes não temos muito controle sobre eles, mas o tempo é professor de todas as coisas e nos ensina.

Beijos e um lindo domingo.
Ani

Beatriz Amorim disse...

É uma pena não podermos voltar para reescrever coisas que já passaram, mas podemos construir novos castelos e dessa vez, fazer tudo diferente!
Um beijo, florzinha!

FABIANO disse...

A tristeza e lembranças nos deixam abalados, o tempo parece não passar
as horas são segundos e o poucas coisas nos motivam... O tempo passa + saudades fima para sempre.

Mariz disse...

Lindo poema,
as vezes tomamos o rumo errado, deixamos de seguir por um caminho e no fundo nunca saberemos como seria o outro, o importante é viver o agora sem pensar e poder sentir o qto essa vida nos proporcionou de momentos bons.

beijos!

Aclim disse...

Eu gostaria de ter escrito este poema, lindo demais e verdadeiro.

Abraço

Jorge disse...

Sim, as nossas escolhas passadas, mesmo que erradas na visão de hoje, na época não era. Se hoje vemos assim, para que lamentar o passado. Eu errei muito, mas vejo tudo como aprendizado. Mais maduro, busco seguir meu caminho com uma lucidez maior, fruto dos erros que cometi.
A vida é uma escola e estamos todos nela. Por isso, aprender sempre é uma escolha que vale a pena.

Minha amiga, um beijo, de coração e uma ótima semana!!!

' tanise #)~ disse...

lindo poema ;D
beijoos ;*

placco araujo disse...

Paula... o que seríamos nós sem um passado, para poder dar significado ao presente...
Mas aceito que às vezes tenhamos este desejo..

(acho bonito, como você consegue fazer poemas que soam como crônicas, textos, de tão natural saem de ti!!)
Beijos..

Paulo Bouvier disse...

É, as mudanças não sã nada fáceis.
Muito bonito.
Me identifiquei bastante com o teu poema.
Gostei daqui.


Convido-lhe para visitar meu blog.
(paulobouvier.blogspot.com)
Obrigado.

Desnuda disse...

Paula,

Primeiro agradeço a visita e a oportunidade de visitar o seu blog e me encantar com este poema. Obrigada!

Mudanças são necessárias, mas a qualquer momento, do ponto que nos encontramos, é possível um resgate da inocência que vive dentro de nós até o fim dos nossos dias.Enfrentar nossos " fantasmas" é um bom caminho para o esquecimento e colocarmos a pedra e o cal nos tormentos. Um belo poema pertinente aos sentimentos de todos nós, leitores. Obrigada!


Beijos com carinho e um excelente domingo. Maravilhosa semana, Paula!

* PS: Realmente não coloco nos meus blogs gadget de seguidores. Mas aos que se interessarem ( e agradeço de coração), podem ir no seu painel onde estão as atualizações dos blogs que seguem e onde está escrito adicionar e administrar, adicionar o link do meu blog. Desta forma poderão segui-lo. Prefiro desta forma porque fica mais intimista e com laços de amizade mesmo. Mais uma vez obrigada!

Priscila Daiana disse...

"Se eu pudesse contar com o esquecimento
Para não pensar no que não quero lembrar
Viveria a partir deste momento
Sem passado para me atormentar
Ocuparia o vazio sem fim
E a tristeza que ainda resta em mim."
Adoreeeei Paula!
Você é muito boa!
Beijo flor *-*

Alê disse...

Escolher é sempre libertador, faz com que gente saia do marasmo, da mesmice, do repeteco,


Não escolher, também é escolha, mas é triste,


Bjkasssssss

Nacida en África disse...

Hola Paula. Me ha encantado venir a tu blog y leer el poema tan bello que has escrito. Estoy de acuerdo contigo pues los cambios han de ser de dentro afuera. Dentro donde nuestra alma va evolucionando y haciéndonos más fuertes y más humanos.

Brisas e beijos desde Barcelona (España)

Malena

P.d/ me hago seguidora tuya.

Any Brasil disse...

que lindo, adorei demais
trendluxo.blogspot.com

Bixudipé disse...

Querida Paula, que bacana! Me faz retomar minhas lembranças mais infantis.

Abração; adorei.

Ma Ferreira disse...

Paulinhaaaaaaaaaa
Te amooooo!
Como vc escreve bem minha amiga!!!

Parabéns pelo seu dom!!

Sempre bom ver seu rostimnho na minha salinha de comentarios. Vc a deixa mais bonita!!

Ma

Catia Bosso disse...

Mudem-se os falsos valores entao, né!
Gostei do seu poema! As mudanças sáo muito importantes!

bjssss meusssss


Catita

MARILENE disse...

O passado já perdeu su lugar. Não pode ser modificado. Mas temos o presente, onde, com o aprendizado aquirido, veremos a vida de forma diferente.

Bjs.

Paula Moraes disse...

Só posso me alegrar com a presença de vcs e com tantos comentários lindos e tantos elogios, obrigada de coração a cada um de vcs que fazem do meu cantinho um lugar delicioso de se visitar e viver.
Boa semana a todos com carinho.

Simone butterfly disse...

GOSTO DOS SEUS POEMAS, POR QUE? PORQUE SAEM LÁ DO FUNDO DA SUA ALMA, TENHO UM CARINHO ENORME POR TI.BOA SEMANA

lili Rebuá disse...

É querida, é o preço que temos que pagar ao fazer nossas escolhas... Agente tenta acertar sempre,se caso errarmos, o jeito é nos perdoar para não cairmos no mesmo erro.
Parabéns pela reflexão! Adorei..
Beijocas e boa semana!

A.S. disse...

Lindo poema...

O passado volta muitas vezes
para nos inquietar
e impedir que voltemos a sonhar!


Beijos...
AL

Zil Mar disse...

Oi Paula...saudades daqui...

desejo que vc esteja bem...

lindo seu poema...e concordo com o coments da Meire....

tem um selo pra vc no páginas de lembranças...

desejo que sua semana seja abençoada....

meu carinho....

Zil

Milla Pereira disse...

Olá, Paula! Vim conferir as novidades em seu blog e, claro, aplaudindo sempre. SAudades de vc, beijos e ótima semana.

* Verinha * disse...

Menina dos poemas lindos :)
Um beijão imenso em seu coração Paula!

Verinha

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite minha linda amiga Paulinha!
Sua simpatia me conquista à cada dia,talento vc tem de sobra ,não deve nada prá ninguém...seu poetar deixa-me ver por dentro...
Bjssssssssss

Paula Moraes disse...

Que alegria ver vocês todos aqui, enche meu coração do mais genuíno afeto. Obrigada por aparecerem. =)

Verinha, que bom te ver, saudades...Suma não...=)

Bjs em todos.

BLOG DO XANDRO® disse...

Oi,amiguinha(achei legal seu blog),visite/siga o Blog do XANDRO(meu blog)vc vai gostar!;)

http://blogdoxandro.blogspot.com/