"AMAR É QUANDO A ALMA MUDA DE CASA..."
MÁRIO QUINTANA.

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Incomum


Não me julque
No meio da multidão
não sou mais um
sou incomum
Sigo meus instintos
Nem sempre é preciso razão
sou indomável
tente me entender não
as palavras dizem o que queremos
os olhos dizem o que sentimos
perceberemos a diferença
Escutando a intuição
A voz que vem do coração
Parece tudo complexo
mas tudo tem nexo
É questão de percepção.

Um comentário:

Daniela disse...

A pedidos, visitei e deixei um recadinho!!!!!!!!!

Agora já add aos meus favoritos e nas minhas horas de solidão(pq a pior solidão é aquela que sentimos quando estamos rodeados de pessoas)vou visitar sempre e deixar vários recadinhos.....

A propósito: já disse que vc é uma pessoa muito especial para mim????


Bjsssssssssss