"AMAR É QUANDO A ALMA MUDA DE CASA..."
MÁRIO QUINTANA.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Querer você
sem ter porque
sem entender
não ter você
sem perceber
não te esquecer
Amar você
sem querer
sem poder
sentir prazer
tentar correr
deixar morrer
E ainda assim sobreviver...

2 comentários:

aliny rangel disse...

rsrsrs...engraçado..
como este poema descreve um pouco
da minha atual situação amorosa...
bjosss lindona!!!

Paula Moraes disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkk Gostou né? rs BJs