"AMAR É QUANDO A ALMA MUDA DE CASA..."
MÁRIO QUINTANA.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Distância...2003




A distância entre nós me faz calar
faz meu coração silenciar
me dá um vazio no peito e um nó na garganta
é uma música sem melodia
é sentir o sol e não ver o dia
é misturar saudade com nostalgia.

O som que a saudade tem
não pode ser ouvido por ninguém
é um mal que não se pode curar
é uma noite de chuva sem luar
uma dor que custa a passar

No silêncio dos meus pensamentos
encontro você a todo momento
vou todos os dias até você
para que a distância não nos separe
e a saudade possa então nos juntar
pois não há nada no mundo
que não se transforme no breve segundo
em que fecho os meus olhos para te encontrar.

4 comentários:

Anônimo disse...

Lindas palavras, mas pq 2003?

Eu sou...... disse...

Obrigada, 2003 foi o ano em que escrevi essa letra. Tenho algumas coisas guardadas entre 2003 e 2004 que achei recentemente e estou publicando agora. Em breve vc verá outras por aqui com ano 2003/2004, como essa. Bjs

Brígida S. disse...

Amei as poesias!!! Vc tem talento e dom pra isso! Parabéns....
Eu também gosto muito de escrever mais poesia não é o meu forte...rs

Vou acompanhar seu blog! Amei!!!

Paula Moraes disse...

Obrigada Brígida, o importante é escrever, cada um tem um forte....rs