"AMAR É QUANDO A ALMA MUDA DE CASA..."
MÁRIO QUINTANA.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Você em mim...



Noites quentes
Estrelas cadentes
Perto do céu
Próximo de Deus
Encontro de almas
Paz, calma
Mas também turbilhão
Meio amor, meio paixão
Sentimento raro
Frio na barriga
Coração disparado
Pernas bambas
Beijo demorado
Coração descompassado
Poemas encantados
Gestos ensaiados
Textos musicados
Amor desajeitado
Desejo louco!
Fica mais um pouco...
Preciso te abraçar
Te vejo sem te olhar
Te sinto sem te tocar
Tantas coisas foram ditas
Vozes no silêncio
Me falam em pensamento
Me fazem recordar...
Loucuras impensadas
Vontades desvairadas
Sem palavras
Sem pudores
Sem mentiras
Sem rancores
Sem limites
Dissabores
Desejos e fantasias
Sem hipocrisia
Sem fim
Eu em você
Você em mim
Agarrados
Entrelaçados
Para sempre apaixonados...

2 comentários:

Blog do Eduardo disse...

Maravilhoso. Como sempre escrevendo coisas linda e apaixonadas. Te amo muito.

Paula Moraes disse...

Adoro quando você comenta...Obrigada meu lindão...=)