"AMAR É QUANDO A ALMA MUDA DE CASA..."
MÁRIO QUINTANA.

sábado, 30 de julho de 2011

Mudanças



Quando as coisas mudam
Que seja de dentro pra fora
Onde mudanças reais acontecem
Pois de fora pra dentro
Não se mantém muito tempo


Se eu pudesse voltar no tempo
E consertar o que quebrei
Resgataria a inocência
Do lugar onde a deixei
Para não ver morrer  em mim
Tudo de bom que já sonhei


Se eu pudesse contar com o esquecimento
Para não pensar no que não quero lembrar
Viveria a partir deste momento
Sem passado para me atormentar
Ocuparia o vazio sem fim
E a tristeza que ainda resta em mim.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Será?


Somos um ponto na imensidão
Apenas poeira de estrela
Iluminando a escuridão
Somos tão pequenos
Cheio de limitação
Em tão infinito universo
Não se conhece razão
Quem dirá que estamos sós?
Pura pretensão...
Ou apenas falta de noção?
Desconhecer a resposta
Não elimina a questão
Racionalizar demais
Nos deixa sem razão
Acredito que é possível
Haver vida nessa imensidão
E você? Não acredita não?

terça-feira, 26 de julho de 2011

Para a vó mais linda...A minha.



Hoje é o dia da avó, a minha vó, uma preciosidade, uma pedra rara, um ser humano iluminado, de uma bondade sem precedentes, minha avó foi tudo, minha mãe, meu pai, minha amiga, minha irmã, ela me criou, acreditou nos meus sonhos e planos, acreditou nas maiores fantasias que um dia disse que teria, e sempre me dizia, se você quiser, eu acredito que  pode...
Hoje vejo muito dela em mim, nas minhas atitudes, na minha forma de pensar e agir, por isso serei eternamente grata, por ter feito quem eu sou, por tudo que fez, por ter me dado amor, carinho, proteção, segurança e educação, com seu  jeito simples, meigo, positivo, doce e otimista de ver a vida, encantou meus dias durante 17 anos, ela era exatamente o que eu precisava para ser feliz, era uma mãe, mas me tratava como vó, me mimava, me estragava, fazia tudo pra mim...Abriu mão das suas coisas, do seu tempo, da sua vida pra me ter ao seu lado. Mas as pessoas boas vão muito cedo para perto de Deus, e ela se foi...O buraco no meu peito nunca fechou, a saudade nunca passou...Meus dias nunca mais foram iguais, e todo meu futuro foi alterado pela ausência dela. Como eu queria tê-la ao meu lado, poder dar em troca todo amor que recebi, todo cuidado...Mas o seu lugar continua vazio...
Mas vovó, ainda a tenho pertinho de mim, nos meus pensamentos, na minha memória, na melhor parte da minha estória, em todas as boas lembranças, na melhor infância... e pode estar certa que do meu coração você nunca, nunca sairá.
Sinto muito por meus filhos não terem conhecido a pessoa mais linda desse mundo, mais especial, generosa e maravilhosa.
Mas agora ela está em paz, descansando...Um dia vovó a gente volta a se encontrar...Meu amor é imenso e  infinito, pode esperar. Na minha casa vou plantar enormes pés de jasmins, para todas as noites eu poder dormir sentindo a sua presença, o mais perto que eu puder,  na nossa casa. Te amo para sempre...

domingo, 24 de julho de 2011

Passos na areia...


Meus passos na areia são meio tortos
Venho por caminhos tortuosos
Carregando profundas dores
Tropeçando em dissabores
Fingindo ser forte
Me fazendo de alegre
Brincando com meus sofrimentos
Fazendo piadas dos meus desalentos


Meus passos na areia são fundos
Forçado pelo peso do mundo
Meus ombros cansados 
De suportar fardos pesados
Dos tantos problemas que carreguei
E pelo tamanho das coisas que enfrentei e suportei


Meus passos na areia foram acompanhados
Sempre tive alguém ao meu lado
Algumas vezes, pessoas especiais demais
Outras, me atrapalhando ainda mais
Cada um teve algo a acrescentar
Bom ou ruim, uma lição à ensinar


Meus passos na areia às vezes sumiram
Não tive rastro quando meus sonhos ruíram
Nas vezes que deitei e chorei
Ou nas que me desesperei e desestimulei
Quis muito sumir
Pensei em desistir
Nessas vezes Deus me carregou
Principalmente quando a esperança me abandonou
Parecia tudo sem solução
Uma vida inteira na contramão
Por companhia, Deus e a solidão
Com tanta coisa errada
Tentando suportar calada
Não encontrava saída para tanta mudança
Mas Deus me protegeu, me devolveu a confiança
Me ensinou que sempre há saída e novos caminhos
Me ensinou a tirar da estrada os espinhos
Minhas lágrimas Ele secou
E meu pranto consolou


Então meus passos na areia voltaram
Mais fortes, firmes e decididos, mais diretos
Seguindo um rumo certo
De vez em quando volto a bobear
Se tomo uns atalhos errados
Decido logo voltar
Aprendi a me virar...
...Cair, levantar e recomeçar
Me aprumar, me desculpar e me amar
E hoje sei onde quero chegar
Por mais que demore eu chego lá.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

MEUS filhos do mundo...


Você tão lindo sorrindo
Quanta alegria me traz
Sua carinha dormindo
Enche minha vida de paz

Que bom se eu pudesse te guardar
Minhas experiências usar pra te alertar
Desse mundo cruel te proteger
E nunca te ver sofrer
Mas um dia você vai crescer
Vai bater asas e voar
Não poderei te segurar
Mas quando você chorar
Quem vai te consolar?
Quem vai te ninar até dormir?
Fazer brincadeiras pra te ver sorrir?
Não vou poder de todos os males te livrar
Peço a Deus para me ajudar
Pois quando você crescer não vai mais me escutar...

Mas fazer o quê? A vida segue seu rumo
Um dia você vai crescer, entender e tomar prumo
Quando tiver seus próprios filhos e casar
De tudo que te dizia vais lembrar
Agora você chora por meu braço
Amanhã mal terei um rápido abraço

Só espero ao seu lado pela vida caminhar
Quero estar sempre ao seu lado pra te apoiar e te amar
Vou tentar não chorar quando um dia você partir
Pois sei que nada poderei fazer para impedir
Você fará sua família, a vida tem um ciclo a seguir...

Se antes eu não morrer, um dia vou envelhecer
Precisarei de você 
Te peço que não me esqueça
Com as ocupações do dia a dia não desapareça
Nunca deixe de me telefonar
Venha e traga meus netos para me visitar
Faça sua velha solitária se alegrar...

quarta-feira, 20 de julho de 2011


Não sei de onde vem essa força que me prende
Que me rende
Que me enlaça
E me deixa sem graça
Que me desorienta e desnorteia
Me incendeia
Não sei de onde vem essa vontade
Necessidade
Suntuosidade
Luz do luar no mar que em mim bate
Trás o pensamento que me invade
Reacende a saudade de você
Vontade de te ver
Quero sair, fugir, sumir
Correr até te esquecer
Ou até me perder
Vou enlouquecer...
Deixo-me querer
Sem pudores
Sem dores
Só amores
Só desejos
Teus beijos
Teus abraços
Velhos laços
Inesquecíveis momentos
Escanteados sentimentos
Faz em mim alento
Rajada de vento
Doce tormento
Me trás você...
Às vezes te ignoro
Às vezes te imploro
Sorrio, choro
Não consigo entender
Quero ter você
Nostalgia
Transforma meu dia
Preciso te esquecer
Não quero te querer
Pisas no meu coração
Brincas com minha paixão
Mastigo ilusão
Engulo solidão
Tudo em mim é controverso
Antagônico, disperso, diverso
Amor em profusão
Tento me livrar em vão
Mas sem você não existe canção.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Feliz dia dos amigos...


Amigo, palavra forte que nem sempre é valorizada
Amigo, pessoa querida que precisa ser amada
Palavra cheia de significados e muito decisiva
Pessoa que carregamos pela vida
Não importa pra onde vão, da onde vem
Amizade não escolhe a quem
Amigo palavra que tem peso e deve ser respeitada
Amizade deve a cima de tudo ser preservada
Muitas pessoas nem sabem essa palavra guardar
Nem sabem o significado de ter alguém pra compartilhar
Um amigo é aquele que por você sempre estará lá
Amizade vai além de um sobrenome
É alguém que se importa quando você some
E quando precisa, grita seu nome
É aquele pra quem você sabe que tudo pode contar
Sem medo que ele vá te julgar
Esteja onde estiver, em qualquer lugar
Sempre terá um tempo pra te escutar
Amigo é mais do que uma palavra, é uma entidade
Uma brincadeira carregada de seriedade
É aquele que mesmo quando se vai não te deixa para trás
É alguém que você quer sempre por perto 
Mesmo que nem sempre possa dar certo


Não se escolhe um amigo por afinidades
Nem por seus defeitos e qualidades
Não se escolhe um amigo por interesse e sim por satisfação
Não se escolhe um amigo para cada ocasião
E sim pelo que são quando nos dão as mãos
É um sentimento que acontece
Simplesmente aparece
Na correria do dia-a-dia não nos esquecem
Quando estamos em dificuldades não desaparecem
Amizade não tem explicação
Não necessita de razão
Amizade, flor que brota em nosso coração
Em qualquer lugar, situação e condição
Chama que não apaga na ausência
Sentimento puro e cheio de decência
E quando a amizade transborda pelos braços
Surgem os abraços
Amizade não depende de classe social, de cor
Não depende de crença ou seja lá do que for
Para ter amigo basta ser amigo, dividir a dor
Somar alegrias e multiplicar o amor.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Desilusão...( De 2002)


Tivemos tantos bons momentos
Traduzidos em uma bela história
Você destruiu tudo como se nada tivesse importância
Tamanha ignorância...
Você que sempre preferiu acreditar no que queria
Gostava de se enganar e se iludir pra justificar sua covardia
Suas palavras sem sentimentos, sempre vazias
Seu machismo, sua hipocrisia
Suas maldades, suas mancadas
Atitudes sempre erradas
Nada mudou, você continua igual
Veio dizer que nunca mereci seu amor
Logo você que nunca soube me dar valor
Você nem sabe o que é se dar
Apenas magoar, atacar e machucar
Como se mandasse em mim, aonde eu devo ou não ir
Com quem devo falar, o que devo sentir
Uma pena que acabou assim
Eu sem você e você sem mim
Todas nossas lembranças reduzidas a pó
Sem nenhum cuidado, sem dó
Uma bela história de amor
De um só...
Apenas um envolvido
Aí é que eu corri risco
E foi preciso ler seus absurdos para entender
No que eu nunca quis crer
Que você nunca foi como pensei
Em ilusões me agarrei
Em desilusões me afoguei
Criei você em minha memória
Buscando prolongar a nossa história
Errei, tantas vezes, errei novamente
Errei insistentemente
Errei quando pensei que você merecia
Que seu sentimento por mim jamais morreria
E o amor que havia em mim tudo superaria
Errei, mas preferia nunca ter esse erro reconhecido
Nem constatar que nosso amor fora excluído
E aquilo que eu acreditava que havia
Não mais existia
Errei quando te amei 
Enlouquecidamente
Mais do que deveria 
Desgovernadamente
Errei quando me anulei
Irracionalmente
Mais do que poderia
Frequentemente
Amei sem medida, amei demais
Mais que qualquer um fosse capaz
E ninguém te amará assim jamais
Não mais do que eu, meu rapaz
Pode até tentar se enganar
Fechar os olhos para não enxergar
Meu amor foi tão bonito, infinito
Quase indestrutível
Inesquecível, inconfundível
Daqueles que palavras não podem dimensionar
Pensei que nada nem ninguém pudesse nos separar
E o que para mim era um caso de amor sem fim
Pra você foi mais uma notícia de um folhetim
Enquanto eu vivia apaixonada
Para você já não era nada, página virada
O que para mim era um amor mal resolvido
Pra você era um caso perdido...
Desejo que você despareça
Se ainda pensar em mim, esqueça
Vou ali ser feliz sem você
tenho muito para viver
Muito amor pra dar e receber
para quem realmente me merecer.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Escrever é...


Escrever é uma forma de delirar
Necessário como respirar
É uma forma de entre as estrelas passear
E de uma cratera da lua, a terra admirar
É quem sabe criar um mundo paralelo
Com letras e sentimentos quem sabe eternos
Escrever é respirar fundo e prender
E em outros universos se envolver
E naquele pequeno tempo entre um suspiro e outro
Reviver
Escrever é se mostrar, se expôr
É não ter medo, receio ou pudor
Escrever é um ato de coragem e de fé
É uma forma de mostrar ao mundo seus pensamentos
É uma forma de pôr pra fora seus sentimentos
Ficar mais perto de Deus naquele momento
Escrever é deixar a alma fluir através da caneta e do papel
É sair do chão e tocar o céu
Escrever ou digitar
É deixar a mente viajar e divagar
É deixar o espírito levitar e criar
Escrever é mostrar um pouco de você
É não ter medo, é não se esconder
É sair de si e se surpreender
Escrever poemas é um ato de amor e um dom
São notas que juntas criam um belo som
Uma dádiva de Deus
É a força das palavras levadas ao vento
É chegar até onde for o pensamento
Escrever é levantar um vôo solo
É disponibilizar um colo
É nem sempre estar seguro, mas atrever-se
É não conseguir conter-se
É não se amedrontar, não se calar
É sentir  um verso brotar sem esperar
É dizer o que precisa sair de você
É uma maneira de esquecer e se aquecer
De abrir as asas e se libertar
De diversos sonhos realizar
Escrever é perdoar as mágoas, esquecer o rancor
Transformar em versos e em textos toda dor
É um estado de êxtase escrever
É poder dar e receber prazer
É soltar-se do corpo, desprender
É correr o mundo sem sair de você
Escrever é uma viagem aonde quisermos ir
É levar outras pessoas a verem através de ti
É emprestar seu eu aos leitores
É distribuir ao mundo flores
É uma atividade  iluminada
Por muitos desejada
É uma alegria suprema
Uma doçura extrema
Escrever é acreditar que alguém vai ler e gostar
É perceber o carinho de quem vem comentar
Escrever é minha forma de viver
Escrever é meu jeito de ser, de ter e de amadurecer
Escrever é experiências compartilhar
Escrever é palavras, tempo e amor doar.


Meus queridos, vocês que estão meu ajudando no concurso, votando, reservando um pouquinho do seu tempo, acreditando, merecem esse selinho à cima, peguem e levem com todo meu carinho, pois vocês merecem demais...=)
Quero pedir também para se  empenharem hoje, é o último dia e preciso muito do apoio de cada um para não ficar MUITO atrás do primeiro.
Considereando que meus amigose seguidores estão em menor quantidade, minha gratidão é ainda maior, pois  tive muito apoio de vocês. Se aceitar o mimo é só repassá-lo a três blogs que você sabe que pode contar com ele...
Agradeço mais uma vez. Beijos no coração de todos.
Paula

quinta-feira, 14 de julho de 2011


Amigos queria aproveitar e te pedir o seu voto, cada blog seu vale um voto, se puder me ajudar, ficarei muito feliz...Pois estou na final do Pena de Ouro, tá bem difícil essa etapa...=)


Para votar em mim é só ir neste link:  http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com
nos cometários e votar em "Época boa" de Paula Moraes....Obrigada pelos votos e pelo carinho, desde já agradeço a cada um...=)


O local onde vota tem uma mão pulando indicando o lugar, tem escrito 1 comentário...=)


A votação se encerra a meia noite do dia 15/07 - Sexta feira. Ainda dá pra votar hoje e amanhã...Vamos queridos...Força!

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Esse lindo presente ganhei do querido amigo Vino.  Amei mesmo a força para o concurso de poesia...Obrigada amigo!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Viva enquanto é tempo...


Viva, enquanto trás com você esse brilho no olhar
Enquanto ainda há tantas coisas pra realizar
Enquanto os seus sonhos não se despediram de você
Enquanto a esperança vem de brinde em cada amanhecer


Viva, enquanto pode levar nos bolsos tudo que precisa
Enquanto ser feliz é só o que você visa
Enquanto a melhor palavra é aproveitar
E o seu maior prazer é amar


Viva, enquanto seus sonhos e seus desejos se confundem
Enquanto seu espírito aventureiro e sua alma se fundem
Enquanto o teu corpo desconhece dificuldade
Enquanto podes ir aonde tens vontade


Viva, porque a hora é agora
As oportunidades passam sem demora
Os dias voam independente de você
Não deixe nada por fazer
Amanhã pode nem amanhecer...

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Começou a final...

Amigos, começou a final do Pena de Ouro, me ajudem nessa etapa...=)

Para votar em mim é só ir neste link:  http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com
nos cometários e votar em "Época boa" de Paula Moraes....Obrigada pelos votos e pelo carinho, desde já agradeço a cada um...=)
A votação se encerra a meia noite do dia 15/07 - Sexta feira.

Boa semana!

Bjs no coração.

domingo, 10 de julho de 2011

Obrigada queridos...=)

MEUS AMORES,

PASSEI PARA A PRÓXIMA FASE DO PENA DE OURO, SE NÃO FOSSE PELO CARINHO E VOTO DE VOCÊS EU NÃO TERIA CHANCE...=)
OBRIGADA MESMO PELO CARINHO, POR PERDER UM POUQUINHO DO SEU TEMPO PRA IR LÁ VOTAR EM MIM E  FAZER UMA CRIANÇA GRANDE FELIZ...=) RSRSRS
A PRÓXIIMA ETAPA NÃO SERÁ FÁCIL, MAS COM A AJUDA DE VOCÊS TUDO É POSSÍVEL...
DE TODO CORAÇÃO AGRADEÇO.

BJS NO CORAÇÃO DE TODOS E BOA SEMANA.

sábado, 9 de julho de 2011

Acabou...



Tire seus olhos de mim
Tudo entre nós chegou ao fim
Cansei de suas armadilhas
Das noites de espera vazia

Gosto de coisas transparentes
De pessoas verdadeiras e presentes
Não gosto de brincar de amor
Não é desse tipo que sou

Me entreguei a você sem medida
E acabei sem saída
Me deixou sem chão
Na solidão

Eu só quero saber o que restou
Ou tudo de repente, simplesmente mudou?
Todo amor se perdeu?
O que foi que aconteceu entre você e eu?

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Estou participando da segunda fase da 5ª Edição do Pena de Ouro...Quem puder me ajudar dando seu votinho agradeço muito..http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com/


quarta-feira, 6 de julho de 2011


Momento mágico da infância
Sem nenhuma relutância
Tanta espectativa e excitação
Cabe em um copinho com água e sabão

Suavemente nasce a bolinha em flor
De uma transparência furtacor
Com a pureza dos olhos que a segue
Enquanto o vento leve, a leve

com a espectativa da criança
que já sopra na esperança
de encher de bolhinhas o céu
Doce momento, puro mel

Lá vão elas invadindo os ares
Vão cruzar os sete mares
Vão tão longe quanto a imaginação de quem criou
E chega aonde acharmos que chegou...

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Conforme-se


Você não poderá se encontrar fora de mim
Mas poderá me encontrar a hora que quiser em você
Não adianta fugir, mentir nem se esconder
ou querer que eu deixe de existir pra você
Não adianta lutar, negar e nem correr
você não consegue me expulsar de você
Eu vou ficar mais do que desejar
Eu vou estar em tudo que lembrar
Pode até tentar não pensar
Desejar não querer
Mas vou continuar em você
Tirando seu sossego e sua paz
Até não querer mais
Prenda seu suspiro no peito
Sempre que de mim lembrar
Para  não parecer suspeito
Tente os sentimentos disfarçar
Mas o amor continuará lá
E a cada vez que olhar para o lado e não me ver
Saberá que não aprendeu a me esquecer
Sempre que tentar  algum progresso
Sem nenhum sucesso
Então irá perceber
Não há mais nada a perder
Já era a chance de ser realmente feliz
Mas foi você quem quis...
Lembre do quanto foi covarde
O quanto não teve coragem
De assumir o que queria
Lembre do quão feliz seria
De quanto amor disperdiçou
De quanto tempo passou
Te amar mais que eu ninguém poderia
Ninguém ousaria
mas agora, conforme-se com o passado
Jamais viveremos lado a lado
Por você nosso destino foi traçado.

domingo, 3 de julho de 2011

  • Olha que alegria, 100 seguidores...Como gratidão e com muito carinho fiz esse selinho para vocês, para demonstrar o quanto aprecio cada visita e cada comentário...=) 
           Beijos no coração de cada um...<3



sábado, 2 de julho de 2011

Nossa casa


Gosto de cheiro de mato molhado
Do aroma de café recém passado
Gosto de sentir teu cheiro suado
Gosto de amar e ser amado

Nossa rede balança lentamente
Me embala suavemente
Enquanto as estrelas ficam a nos olhar
Você e eu abraçados ao luar

O friozinho do campo
E todas as coisas que sonhei tanto
casa, varanda e jardim
Coisas simples assim

Um belo dia essa poesia
Não será apenas uma fantasia
Teremos muito romance por lá
E muita estória boa pra contar...